• Marcello Veríssimo

    O candidato ao governo de São Paulo, Vinicius Poit, do partido Novo, está no Litoral Norte nesta terça-feira (26) cumprindo compromissos em agenda política. Nesta segunda (25), ele esteve em Taubaté, Vale do Paraíba, e Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira.

    De acordo com sua assessoria de imprensa, o objetivo da visita é o encontro com apoiadores e empreendedores que incentivam a geração de oportunidades e a diminuição de burocracia, entre outras iniciativas, além de ministrar palestra em que apresenta uma nova forma de gestão pública.

    O Partido Novo realizou sua convenção partidária no último dia 20 e oficializou a candidatura de Vinicius Poit. O candidato tem visitado cidades do estado para observar e ouvir das pessoas sobre demandas locais para pensar em conjunto nas melhores possibilidades de solução e melhorias.

    Perfil

    Vinicius Poit, 36, empreendedor, nascido em São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, ingressou na política em 2018, sendo o 12º candidato mais votado a deputado federal por São Paulo.

    Desde o início do seu mandato, tem feito a diferença entre os colegas de parlamento, a economia do seu gabinete ultrapassa os R$ 4 milhões.

    Poit está entre os 10 melhores parlamentares do país, e foi eleito o deputado mais transparente da história, segundo o Ranking dos Políticos e o Instituto Brasileiro de Rastreamento de Ativos.

    “Fui ser deputado por não me sentir representado, como empreendedor, como gerador de emprego, e conseguimos fazer muito. Consegui chegar lá sem fundão, ser o deputado mais transparente, um dos mais econômicos, aprovar projetos importantes”, disse Poit, avaliando sua experiência no cargo como excelente.

    “E olhando para o nosso estado de São Paulo percebemos que é o mesmo de governo sempre, um partido que está no poder há 30 anos, o mesmo governo, que faz política só para se manter no poder, é um governador que governa para os prefeitos, não é um governador que governa para o cidadão”, avalia Poit, consciente das dificuldades que grande parte dos municípios paulistas enfrentam como a falta de saneamento básico adequado e a precariedade na saúde pública.

    Projeto

    Em sua caminhada política rumo ao dia 2 de outubro, Vinicius Poit tem percorrido o interior do estado com sua palestra “Gestão Pública Inovadora com Poit” onde mostra como inovar e melhorar a vida dos paulistas sem desperdiçar recursos públicos. E esse novo modelo de gestão pública, para Vinícius Poit, é a alternativa que falta para a mudança nos rumos do estado e do país.

    “Tem a continuidade desse governo que está aí, e a polarização dos outros dois que estão chegando com a eleição nacional, que são os mesmos políticos. Então, chega dos mesmos. Se São Paulo não tiver um empreendedor na frente, assim como Minas tem o Zema, nós não vamos voltar a gerar empregos, priorizar as pessoas, a máquina vai continuar inchando e o cidadão com cada vez mais desemprego, insegurança e inflação”.

    Para o pré-candidato, o estado de São Paulo precisa voltar a ser uma potência, a terra das oportunidades. “São Paulo sempre foi um estado que atraiu as pessoas e agora está mandando embora. Particularmente, sou contra a reeleição, meu mandato foi entregue, um bom resultado entregue, então vamos rumar para um novo desafio, que é o nosso estado. São Paulo precisa de um líder que governa para todos, um líder que prioriza as pessoas e não os governantes, um líder que não fica prometendo sem entregar ”.

    A palestra “Gestão Pública Inovadora com Poit” será ministrada em Caraguatatuba, na sede da Associação Comercial e Industrial, na região central do município, a partir das 14h15. De acordo com a assessoria de imprensa, durante a palestra Vinicius Poit fala sobre os princípios do empreendedorismo, com destaque para os conceitos de ousadia, cooperação e inovação. Trata-se de uma nova visão de como a política pode ser feita diferente das habituais propostas de governo, engessadas e dentro de um repertório repetitivo, diz a assessoria de imprensa.

    “O estado de São Paulo precisa de um empreendedor tocando seu desenvolvimento, não de um político mais do mesmo ou um marqueteiro que promete e não faz, igual ao ex-governador”, completou Poit, em entrevista exclusiva ao JDL na manhã desta terça-feira (26). Ele destaca ainda que seu diferencial vem justamente de sua visão empreendedora.

    “Alguém que passou pelo parlamento, é empreendedor, sabe como faz e vai estar lá para cortar privilégios e não para engordar mais a máquina”.

    À noite, Poit encerra os compromissos com o lançamento de sua campanha na região em encontro com correligionários do partido e simpatizantes, no Hotel Atlântico Sul, às 19h.

    Para Poit, a gestão pública inovadora pode e deve ser feita sem desperdício do dinheiro do pagador de impostos. E ele também aposta em cinco premissas iniciais as quais ele classifica de “soluções urgentes” a serem realizadas pelo Poder Público nas áreas da Segurança Pública, Emprego, Creches, Educação e Saúde.

    Miséria

    Vinicius Poit comentou também sobre a situação de extrema pobreza, que assola o estado e o país. A capital paulista vive um aumento expressivo da população vivendo na rua, desde o início da pandemia, com aproximadamente 40 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social.

    “Se o governo continuar olhando essa questão sem considerar a porta de saída, continuará enxugando gelo. Não adianta só pagar moradia social, dar comida e deixar eles ali, tem que dar a vara, ensinar a pescar, assistência social para as pessoas saírem do perrengue, mas e depois essas pessoas vão ficar dependentes dos governos? isso, são governos ultrapassados que fizeram. Vamos capacitar profissionalmente, possibilitar novas frentes de trabalho”. “Tem muitas pessoas que caíram na rua, mas que ainda estão com sua capacidade produtiva em dia”, avalia Poit, se referindo aos cidadãos que perderam seus trabalhos com a pandemia, mas que não estão na Cracolândia ou fazendo uso de substâncias entorpecentes.

    “O governo tem que olhar com compaixão e ajuda no início, mas também dando condições de eles caminharem com as próprias pernas dali a frente”.

    Inovador

    No próximo dia 30, o partido Novo lançará um documento com as 30 ideias para um governo inovador em São Paulo, que pretende trazer novos conceitos e soluções a antigos problemas em áreas como Segurança Pública.

    “Na segurança pública precisamos falar de unir forças e não das polícias separadas, que não se conversam. É tecnologia e eficiência”, avalia Poit.

    Entre as propostas, está o B.O unificado. “A Polícia Militar em crimes de menor potencial ofensivo, coleta os dados, sobe para a nuvem, a Polícia Civil ganha tempo e nós não fazemos um policial ficar trancado na delegacia esperando um ladrão de celular, que às vezes é liberado antes dele. Nós resolvemos isso mais rápido com tecnologia”.

    De acordo com ele, essa estratégia também alavanca o trabalho da Polícia Civil, que poderá se dedicar a crimes de maior potencial como homicídios, tráfico de drogas e resolverá a sensação de impunidade e segurança, em todo o estado juntamente com os Centros de Operações Integradas que já existem e serão expandidos.

    Fundão

    A campanha de Vinicius Poit é embasada na economia e contra a corrupção, com casos de grande repercussão nacional. “É desesperador isso, a população estar sem comida e os políticos usando dinheiro público. Não dá. O Partido Novo é o único que não usa, sou o único que não vou usar”, disse Poit, sabendo que quando aborda esse assunto não é bem visto no meio político, mas segundo ele os políticos precisam aprender a lidar com essa realidade.

    “Estou trabalhando para as pessoas enxergarem e me darem credibilidade. Esse dinheiro do fundão fica só com os escolhidos do cacique partidário. Vamos para cima sem fundão”.

    Litoral Norte

    Poit afirma que é totalmente favorável à privatização da Sabesp (Companhia Saneamento Básico) do Estado de São Paulo. Pelas cidades do Litoral Norte, são inúmeros casos de falta de saneamento básico. “A Sabesp não resolve o problema de saneamento básico do Litoral Norte, que já é antigo, um desrespeito com o meio ambiente e com a região, um dos litorais mais bonitos do Brasil. Vamos privatizar a Sabesp. e não como alguns falam em vender água, dividir em concessões de saneamento para outros consórcios administrarem. Com metas, para não extrapolar a tarifa, universalização de saneamento, compromisso de investimentos e rumar para resolver os problemas de saneamento da região”.

    Para Vinicius Poit, a saúde também precisa de uma transformação em sua infraestrutura, segundo ele, o primeiro passo vem com a transformação digital.

    “As pessoas morrem esperando um exame, uma cirurgia, que estado ineficiente é esse? Logo no começo do governo, vamos criar uma força tarefa para zerar as filas de cirurgia e exames, não dá para deixarmos as pessoas morrerem na fila. Vamos regularizar as filas, não pode ser assim, temos que ter uma só fila, sem suas variantes e gargalos, e tem que ter tecnologia para isso, interligar os sistemas”.

    “Temos que resolver também a tensão primária dos médicos da família e dos agentes comunitários de saúde, que precisam do mínimo de conectividade. eles estão no papel, visitam o cidadão para coletar dados, saber da saúde da população e não tem registro, prontuário eletrônico. Temos que valorizar o trabalho deles, no momento em que investirmos na prevenção e promoção da saúde vamos evitar que muitos casos virem questões de cirurgia e exame vai evitar o gargalo na medicina de média e alta complexidade”.

    Conhecedor dos problemas da região, Poit também aposta nas concessões das balsas e recapeamento das rodovias para melhorar o desenvolvimento turístico da região.

    “Obviamente quando o governo dá atenção para a região, faz a concessão das balsas para virar realidade e não essa vergonha que está com um rebocador levando uma chata, uma fila enorme, ninguém quer vir, tem que melhorar as estradas, investir na polícia para fazer uma segurança melhor, com isso o turismo vai desenvolver melhor”.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.