• A mais recente Avaliação de Densidade Larvária (ADL) revela que Ilhabela apresentou queda em relação à infestação do Aedes Aegypti na cidade. Enquanto que em abril, o percentual ficou em 2,9%, agora em julho, chegou a 0,8%, número tido como satisfatório, dentro da média do Ministério da Saúde. 

     

    De acordo com a Secretaria de Saúde de Ilhabela, os excelentes resultados obtidos são fruto do árduo trabalho da equipe de Controle de Vetores de Ilhabela (CVI), que realizam visitas diárias nos bairros, além de fiscalizar e atuar nas casas.

     

    Nas regiões onde há maior incidência de casos confirmados, a equipe do CVI intensifica sua atuação, além de realizar o controle semanal dos PE’s – Pontos Estratégicos e IE’s – Imóveis Especiais, em número de 100 cadastros na cidade. Outra ação que merece destaque é a fiscalização via suporte aéreo, por meio de um drone monitorado, com aerolevantamento em campo previamente estabelecido.

     

    “Nossa equipe continua com as intensas ações em campo, trabalhando de forma conjunta com todas as secretarias municipais e população, no combate ao mosquito Aedes. Seguiremos com as visitas da CVI e mutirões de limpeza, além de todo o trabalho educativo, de forma engajada e direcionada em todos os bairros da cidade”, destaca a secretária de Saúde, Lúcia Reale.

     

    Ações de Conscientização

    A Prefeitura de Ilhabela também trabalha na questão de conscientização, com diversas campanhas realizadas durante todo o ano. A exemplo disso, no início deste mês de julho, em parceria com as agentes de Saúde da Unidade Básica de Saúde do Alto da Barra, foi realizada uma ação sobre a dengue na E.M. Altamira Colucci. Na ocasião, foi apresentada uma peça teatral, adaptada, de Alda de Miranda, sobre o tema.

     

    “Lembrando que essas ações definem os resultados que teremos nos próximos meses”, salienta a Secretária de Saúde, Lúcia Reale Colucci.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.