• Marcello Veríssimo

    Quatro visitantes foram detidos pela polícia durante o horário de visitas no CDP (Centro de Detenção Provisória) Dr. José Eduardo Mariz de Oliveira, no Porto Novo, em Caraguatatuba, neste domingo (17).

    Todos os flagrantes aconteceram durante a revista dos familiares cadastrados mediante a Secretaria de Administração Penitenciária. Quatro mulheres foram surpreendidas durante a inspeção e tiveram que entregar os entorpecentes que escondiam no corpo. Elas foram descobertas pelo escâner corporal. De acordo com a polícia, trata-se da esposa de um detento, de 26 anos, a mãe de outro preso, de 58, além da irmã de um custodiado com 27 e da esposa de um apenado com 23 anos.

    As mulheres tentaram entrar com as drogas escondidas na virilha. Com elas, foram apreendidos um invólucro com 100 gramas de maconha e 98 micropontos de k4, também conhecida como maconha sintética, outras 200 gramas de maconha estavam escondidas com a mãe de um dos presos e, por fim, mais uma porção de aproximadamente 240 gramas da erva estava de outra mulher, que seria irmã de um custodiado.

    A mulher de 23 anos, que é esposa de um preso, após ser questionada pelas funcionárias na fiscalização do presídio, disse que não tentava entrar na unidade com qualquer tipo de droga. Ela foi levada para uma unidade de Pronto Atendimento do município e realizou exames de imagem, que comprovaram que a visitante trazia um um pacote em seu corpo. O caroço tinha 159,62 gramas de maconha.

    A maconha foi apreendida e as quatro mulheres visitantes acabaram sendo levadas para a delegacia, que registrou boletim de ocorrência. Os presos envolvidos foram recolhidos ao regime disciplinar, informou a SAP.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.