• Marcello Veríssimo

    A Polícia Civil, em Caraguatatuba, investiga a execução de um homem, de 20 anos, no final da tarde deste domingo (17), na praia Martim de Sá, em Caraguatatuba. Era por volta das 17h de ontem, a praia estava movimentada, quando os tiros assustaram os banhistas. Houve confusão e correria.

    A execução aconteceu perto de um quiosque conhecido, em um trecho movimentado da Martim, que é uma das praias mais procuradas por moradores e turistas que visitam o município.

    De acordo com a polícia, o crime estaria relacionado com dívida de droga. O disparo foi certeiro na cabeça da vítima. Além da cabeça, os tiros também atingiram ombro e costas. O homem morto era morador do município.

    A Polícia Militar, funerária e a perícia técnica compareceram ao local. O homem morreu na areia da praia. Dezenas de curiosos cercaram o trecho em que o homicídio aconteceu e foi isolado pela polícia.

    Ninguém foi preso. Após os disparos, o assassino conseguiu fugir de moto rumo ignorado. Em um vídeo é possível ver que o autor dos disparos estava de capacete, camiseta amarela e bermuda preta, ele disparou à queima roupa, com um revólver calibre 380 cromado, já com a vítima sem chance de defesa no chão.

    Assim que o crime aconteceu dezenas de mensagens começaram a ser enviadas em grupos do Whatsapp. “Assassinato agora na Martim de Sá, na frente de todos, o corpo está na areia, jogado”, disse um banhista que presenciou a cena, em mensagem enviada à reportagem do JDL. Os áudios dizem ainda que, tudo aconteceu muito rápido, e descrevem a ação do bandido. “Ele atirou, deu três tiros na cabeça, ‘deu um pinote’, e vazou”.

    Ainda na noite deste domingo, a ocorrência de homicídio era registrada na Delegacia Central de Caraguatatuba.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.