• Marcello Veríssimo

    O Ministério Público, em São Paulo, deflagrou na manhã desta quarta-feira (6) a Operação Mofongos coordenada pelo CyberGaeco, braço do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

    A operação cumpriu 27 mandados de busca e apreensão em 3 estados. Os agentes agiram na Grande São Paulo, São Sebastião, além de Praia Grande, na Baixada Santista, Rio das Ostras, no Rio de Janeiro e Formigas, em Minas Gerais.

    De acordo com o MPSP, o objetivo da Mofongos foi desarticular uma quadrilha especializada em vender via internet medicamentos utilizados para indução de abortos, que são controlados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

    O MPSP informou que a quadrilha agia por meio das redes sociais para divulgação e vendas dos medicamentos. Também tentavam fechar negócios com os remédios proibidos nos chamados marketplaces, que funcionam como uma espécie de shopping no mundo virtual. O MPSP informou ainda que, além de vender os remédios proibidos, os bandidos disponibilizavam apoio remoto e tutoriais para a prática de abortos.

    O CyberGaeco contou com o apoio de equipes do Gaeco em Santos, no Rio de Janeiro, em Minas Gerais e da Divisão de Crimes Cibernéticos da Polícia Civil de São Paulo.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.