• Marcello Veríssimo

    A Polícia Ambiental Marítima, em Ubatuba, salvou a vida de uma tartaruga-oliva nesta terça-feira (28). O animal estava enroscado em uma rede de pesca de aproximadamente 120 metros, na Praia da Caçandoquinha, região sul do município.

    De acordo com a companhia marítima, que é ligada à Polícia Militar Ambiental, o resgate aconteceu durante patrulhamento pelo mar, mas não foi possível identificar nenhum responsável pelos petrechos, pois não haviam embarcações dentro do raio de mil metros no perímetro em relação à rede.

    A Polícia Ambiental Marítima informou que ao puxar o equipamento, os policiais perceberam que o animal estava enroscado na rede. De acordo com a polícia, a tartaruga-oliva está dentro da classe de vulneráveis. Então, os agentes retiraram o réptil da rede e, ao constatarem que não estava ferido, o devolveram ao mar.

    A rede em que a tartaruga estava enroscada é a chamada rede de emalhe ou rede de emalhar. Trata-se de um modelo de rede de pesca passiva em que peixes ou crustáceos acabam presos devido ao seu próprio movimento. A rede foi levada ao pátio da PM Ambiental.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.