• Marcello Veríssimo

    A montagem e confecção dos tapetes de Corpus Christi movimentou os paroquianos da Paróquia São Sebastião, na região central do município, por toda a manhã desta quinta-feira (15). Por volta das 7h, eles começaram se reunir na Igreja Matriz e se organizar em equipes.

    Os tapetes de Corpus Christi têm origem portuguesa, são verdadeiras obras de arte, que chegaram ao Brasil na época da colonização. Geralmente são feitos de serragem e sal colorido, mas os fiéis também utilizam materiais como borra de café, cascas de ovos, areia e flores.

    Para a Igreja Católica, os tapetes remetem à acolhida de Jesus em Jerusalém, quando as pessoas cobriam as ruas de ramos e mantos para a passagem do Messias. O feriado de Corpus Christi celebra o Corpo de Cristo, simbolizado na missa católica pela hóstia.

    Pela tradição, os tapetes de Corpus Christi integram o trajeto da procissão com o Santíssimo Sacramento, que para os fiéis católicos é a presença de Jesus no Pão Eucarístico. Os tapetes não saem do lugar e são desfeitos com a passagem da procissão.

    Em São Sebastião, os tapetes circundam o entorno da Matriz pelas ruas Duque de Caxias, Major João Fernandes e Benjamin Constant. “A Santa Missa será celebrada às 16h e depois saímos em procissão”, disse o padre Alessandro Coelho, pároco do município.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.