• Plenário do Tribunal do Júri realizado nesta terça-feira (7/6) em Caraguatatuba condenou a nove anos e dois meses de prisão em regime inicial fechado um homem que tentou matar outro após uma discussão em um churrasco. Ele já estava preso preventivamente.

    O homem foi denunciado pelo promotor de Justiça Renato Queiroz de Lima por ter disparado várias vezes contra a vítima, isso depois de ter discutido com ela durante um churrasco realizado para comemorar a prisão de um traficante de drogas. Com a detenção, o réu passaria a chefiar os pontos de venda de substâncias ilícitas. Réu e vítima já tinham uma rixa anterior decorrente de uma negociação envolvendo a venda de um veículo e um terreno.

    Depois de ser alvejado pelos primeiros tiros, o homem tentou esconder-se em um matagal, mas foi perseguido pelo condenado. No local, o réu atirou contra a vítima outras vezes, inclusive à queima-roupa. “Mesmo assim, a vítima conseguiu se levantar e sair correndo, ocasião em que o acusado efetuou outros disparos contra o ofendido”, diz a denúncia.

    O crime somente não se consumou porque o irmão da vítima gritou por socorro, o que assustou o acusado e seu comparsa, que fugiram do local.

    Autos de número 0006780-73.2017.8.26.0126.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.