• A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Saúde (SESAU), em parceria com a Secretaria de Esportes (SEESP), realiza, desde fevereiro, o Projeto Saúde e Obesidade, com a participação de trinta pessoas com Índice de Massa Corporal (IMC) acima de 30, da área de abrangência do Programa Saúde da Família (PSF) do Pontal da Cruz. Com apenas três meses, profissionais e pacientes observam grandes mudanças, especialmente na motivação, autoestima e troca de tecido adiposo por massa magra.

    A médica da Unidade de Saúde da Família (USF) do Pontal da Cruz, Dra. Mariana Arreaza Giovanetti, explica que o projeto incentiva uma perda de peso lenta, de cerca de 5% no semestre, por meio de reeducação alimentar, mudança no estilo de vida e ganho de saúde mental. “A primeira fase foi voltada a conhecer os pacientes; agora começamos a dar pequenas metas para eles, tanto de atividades físicas quanto alimentares”, explica.   

    O profissional de Educação Física da SEESP, Davi Camargo Junior, responsável por realizar as avaliações físicas de composição corporal e capacidade funcional dos participantes, explica que, da primeira para a segunda avaliação, percebeu-se um ganho de peso, porém relacionado à massa magra.

    “O grupo perdeu, em média, 3,5kg de gordura e ganhou 3,7kg de músculo. Esse é o objetivo, que se eduquem a perder peso com qualidade, não importa o tempo que leve”, conta. “Quando estipulamos metas drásticas, a pessoa se sabota tanto que, quando vamos avaliar, 80% da perda foi de tecido vivo, músculo, ao invés de gordura.”   

    A psicóloga Ana Claudia Duarte Lemos explica que a ideia inicial era formar um grupo de combate à obesidade, mas os pacientes foram além, conseguindo ampliar as perspectivas de saúde em todas as áreas: médica, física, nutricional e psicológica. “Os participantes estão tendo uma percepção de si muito grande e isso está trazendo resultados em bem estar e qualidade de vida”, diz.

    A participante Aline Cristine Felicio Pereira explica que se inscreveu no projeto por perceber que estava começando a ter dificuldades para realizar as atividades do dia a dia, como amarrar os sapatos e subir as escadas de casa. “Sempre pensei que para perder peso eu teria que fazer um grande investimento em tratamentos particulares; esse projeto reuniu os profissionais certos para nos ajudar com as orientações que precisamos”, diz.

    Ela explica que não está tomando remédios e não mudou a alimentação, apenas desenvolveu maior consciência sobre a real necessidade de comer. “Minha vida mudou, melhorei minha autoestima, estou mais ativa. Agora amarro os sapatos e até corro na escada”, diz.

    Quando começou a participar do projeto, a fotógrafa Lais Aguiar estava muito ansiosa e a vida corrida a fez desfocar da saúde e dos cuidados pessoais. Com os encontros às sextas-feiras, ela conta que está adquirindo consciência de como se alimentar melhor e ter qualidade de vida. “Os encontros mudam radicalmente a mente, passamos a ter prazer em nos cuidar. Estou perdendo peso sem sofrimento, sem me apegar a isso”, diz. “O projeto tem esse diferencial, não há regras e cobrança, apenas dedicação e autoconhecimento. Autoestima é tudo, pois quando estamos bem conosco, reflete no todo.”

    Projeto

    O Projeto Saúde e Obesidade tem como objetivo auxiliar no emagrecimento de pessoas obesas por meio da mudança de hábitos, em especial, reeducação alimentar e exercícios, proporcionando saúde física e mental aos participantes.

    Visa, também, combater doenças associadas à obesidade, como hipertensão, diabetes, dislipidemia, fibromialgia e doenças osteomusculares, além de trabalhar a mobilidade e a autonomia dos pacientes.

    O projeto acontece às sextas-feiras, das 7h30 às 10h, no Centro de Apoio Educacional (CAE) do Pontal da Cruz. É conduzido por uma equipe multidisciplinar envolvendo profissionais da SESAU e SEESP, entre eles médico, educador físico, enfermeiro, psicólogo, nutricionista, auxiliar de enfermagem e agente comunitário de saúde. Recentemente, passou a contar, também, com o trabalho voluntário de uma acupunturista para tratar pontos de dores e ansiedade.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.