• Marcello Veríssimo

    A Polícia Militar prendeu um traficante com skunk, uma versão mais potente da maconha, que é modificada em laboratório, também conhecida como supermaconha, no último domingo (15), durante operação realizada em Caraguatatuba. Além da “supermaconha”, o traficante também foi flagrado com cocaína, pedras de crack e maconha convencional.

    Por volta das 21h20 equipes da Força Tática e da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas), realizavam operação pelo bairro Perequê Mirim, local conhecido pela existência dos pontos de venda de drogas. Durante o patrulhamento, os policiais encontraram um homem em atitudes suspeitas segurando uma sacola, ao perceber a aproximação da viatura o homem tentou fugir, mas acabou detido do portão da sua residência. O flagrante aconteceu no conjunto habitacional Nova Caraguá 1.

    Todos os entorpecentes já estavam divididos em porções prontas para a venda. Sem saída, o criminoso confessou ser responsável pelo abastecimento de um dos pontos de venda do tráfico no bairro e que estaria indo abastecer a “biqueira” naquele momento.

    Ele foi preso em flagrante e encaminhado para a cadeia pública. Foram apreendidas 1096 porções de cocaína, 160 pedras de crack, 80 buchas de skunk e 26 de maconha.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.