• A Justiça de Caraguatatuba condenou um homem que cometeu assassinato a 14 anos e três meses de prisão em regime fechado, na última terça-feira (10), no Fórum do município. A condenação aconteceu por juri popular.

    A vítima tinha 33 anos e foi agredida diversas vezes com um pedaço de madeira depois de alegar que não tinha o dinheiro para pagar a dívida. O crime chocou o município. O homem chegou a ser transferido para um hospital em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, mas não resistiu aos ferimentos e morreu 17 dias depois.

    A denúncia foi oferecida pelo promotor de Justiça Renato Queiroz de Lima, do Ministério Público Estadual. O Poder Judiciário acatou a tese da promotoria de que o réu agiu por motivo torpe e com recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

    De acordo com os autos, o condenado cometeu o homicídio usando “objeto contundente” que causou traumatismo craniano na vítima.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.