• Os servidores públicos de São Sebastião estiveram na sessão da Câmara Municipal, realizada na última terça-feira (26/4), para acompanhar a votação dos reajustes dos salários e vales. Os vereadores aprovaram por unanimidade a reposição salarial de 11,5% e adicional de 50% nos vales alimentação e refeição. O Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião) realizou uma assembleia dentro da plenária, onde a categoria definiu que seguirá na luta pela recuperação das perdas salariais e pelo atendimento ao restante da Pauta de Reivindicações, entre outras deliberações.

    A diretoria do Sindserv explica que desde o início da Campanha Salarial, em fevereiro, a luta é para recuperação das perdas salariais e pelo reajuste em 50% dos vales alimentação e refeição. “Em nossas manifestações e nas reuniões com a administração, reforçamos o quanto a inflação está esmagando o poder de compra e endividando o funcionário público. Era uma ‘bola de neve’ em torno de 40% e amargávamos cerca de 20% só deste governo. Ter 11,5% referente a reposição deste ano é uma conquista, mas a vitória para o servidor é quando ‘zerar’ esse prejuízo”, afirma a presidente Cristiane Leonello.

    Segundo o Sindicato dos Servidores, na última segunda-feira (25/4) ocorreu uma assembleia onde o prefeito havia se comprometido em apresentar uma proposta com os índices de reajustes para avaliação da categoria, porém, de última hora, o chefe do Executivo decidiu enviar diretamente para a Câmara sem consultar os trabalhadores. Os servidores resolveram acompanhar de perto a votação, vestidos de preto, com faixas, para cobrar respeito e valorização. Agora, serão realizadas novas assembleias, dias 11, 12 e 13 de maio, sempre com segunda chamada às 18h30, nas sedes da Costa Sul, Centro e Costa Norte do Sindserv, respectivamente, para que seja deliberado os próximos passos da Campanha Salarial 2022.

    “A reivindicação do reajuste nos vales foi atendida, o que é muito importante, principalmente para os que têm os menores salários. Porém, desde o início cobramos que a revisão dos salários que não fosse extensiva aos cargos da tabela “C” (comissionados), que já têm altas remunerações e que ainda foram aumentadas na Reforma Administrativa de 2019. Por exemplo, 11% em cima de quem ganha R$ 1.500 é R$ 165,00, mas para quem ganha R$ 20.000 é R$ 2.200 a mais. Talvez se esse montante não fosse incluído, poderia melhorar o reajuste dos que ganham menos”, afirma Cristiane Leonello.

    Sobre a Campanha Salarial

    A Campanha Salarial foi iniciada em fevereiro, com a Pauta de Reivindicações, aprovada em assembleia e protocolada no Gabinete. Sem resposta da administração, a categoria realizou dois atos públicos, durante as comemorações da Emancipação Político-Administrativa da cidade e na inauguração do Ginásio “Gringão”. Devido à primeira manifestação, a prefeitura agendou reunião e iniciou o diálogo sobre o reajuste salarial e dos vales dos servidores, além de tratar de questões da pauta socioeconômica. A reunião inicial ocorreu em 17 de março, com os secretários da Fazenda, de Planejamento e de Administração, e a segunda em 7 de abril com a presença do prefeito. No dia 25 de abril, houve a última reunião, que seria para a apresentação da proposta da Administração, o que não aconteceu.

    Com a aprovação do Projeto de Lei na Câmara Municipal de São Sebastião, os Vales Alimentação e Refeição passaram de R$ 300 para R$ 450 e de R$ 20 para R$ 30, respectivamente.

    Mais informações no Sindserv pelo (12) 3892.1545 / (12) 99126.1511 – www.sindserv.com.

    A sede Central do Sindserv fica na Rua José David do Vale, 33, no Centro; a Subsede Costa Norte na Rua Carlos Gomes, 141, na Enseada; e a Subsede Costa Sul na Rua Luziana, 107, em Boiçucanga.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *