• A constante chuva, iniciada na noite da quarta-feira (30), provocou alagamentos no final da noite de ontem (31) em bairros e comunidades da Costa Sul de São Sebastião. Equipes da Prefeitura e da Defesa Civil prestaram socorro aos moradores. Segundo a Defesa Civil não há desabrigados e desalojados no município.

    Os principais alagamentos, com pico por volta das 22h, ocorreram nas comunidades Lobo Guará, Areião e Baleia Verde, as duas primeiras em Cambury; e a última no bairro Baleia; todos na Costa Sul. Equipes da prefeitura e Defesa Civil socorreram moradores, na Lobo Guará, com botes.

    Na manhã desta sexta-feira (1º de abril), pela manhã, a situação se normalizou nas ruas, inclusive com a volta do tráfego de veículos; com exceção do local que registrou enchente mais acentuada, a comunidade Lobo Guará, onde o volume de água estava baixando mais lentamente, devido ao declive na estrada de acesso, localizada abaixo do nível da rodovia SP-055 (Rio Santos).

    Segundo o órgão, nas últimas 72 horas o acumulado de chuva chegou a 269.6mm, sendo 1.0mm no dia 30 de março; 53.4mm no dia 31 e 215.2mm em 01.04.2022. O órgão alertou que com o elevado acumulado e a previsão de mais precipitações climáticas para os próximos dias o solo ficará ainda mais encharcado, ampliando a possibilidade de deslizamentos de terra.

    A Defesa Civil de São Sebastião também informou que o CEMADEM (Cento Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) emitiu boletim alertando sobre riscos provenientes da alteração no clima. Por isso, o órgão municipal mantém o trabalho constante de vistorias e orientações de moradores nas áreas de risco.

    Durante os alagamentos registrados na noite desta quinta-feira, a Secretaria de Serviços Públicos (SESEP), que integra, com as demais secretarias e órgãos, o PLAMCON (Plano Municipal de Contingência da Defesa Civil), auxiliou no socorro às vítimas e mantém os serviços realizados constantemente de prevenção, manutenção e limpeza nas comunidades e bairros. A SESEP retirou várias árvores que caíram sobre calçadas e vias públicas do município.

     

    Quedas de árvores

    A Defesa Civil contabilizou a queda de 17 árvores no município, desde o início da chuva.

    Nesta quinta-feira (31), por volta das 14h50, a chuva provocou a queda de uma árvore na altura do quilômetro 159 da Rodovia SP-055 (Rio-Santos), no trecho entre os bairros de Maresias e Boiçucanga, na Costa Sul, e provocou a interdição do tráfego por aproximadamente duas horas. A liberação total da pista ocorreu às 16h30. A Defesa Civil, apoiou o DER (Departamento de Estradas de Rodagem), responsável pela jurisdição, no trabalho de interdição, orientação dos motoristas e, também, realizou o corte e a remoção para liberação do tráfego.

    Devido à chuva, na tarde da quinta-feira, também foi registrada a ocorrência da queda de uma árvore na Alameda Vila Rica, bairro Portal da Olaria, que também causou interrupção do tráfego.

     

    Atenção

    A Defesa Civil, secretarias municipais e órgãos que integram o PLAMCON continuam em estado de atenção, em função do alerta emitido na quarta-feira (30) pelo órgão, com previsão de registro de chuvas, seguidas de raios, ventos e granizo até sábado (02), no Litoral Norte.

    A força de salvamento reforça para que a população fique atenta a áreas de risco, pois a previsão de acumulados elevados nos próximos dias pode encharcar o solo e propiciar deslizamentos, desabamentos, alagamentos, quedas de árvores e muros.

    A administração municipal orienta à população que mantenha atenção à topografia do solo e, caso repare em deslocamento de terra, ou possível desastre, deixe o local de risco imediatamente e entre em contato pelo 199.

     

    Outros telefones de emergência:

    Polícia Municipal: 153

    Polícia Militar: 190

    SAMU: 192

    Corpo de Bombeiros: 193

    Fotos: Divulgação

    Prefeitura de São Sebastião
    www.saosebastiao.sp.gov.br 

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.