• A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Saúde (SESAU) e da Fundação de Saúde Pública (FSPSS), informa que a vacinação do público infantil contra a Covid-19 passa a ser realizada nas unidades de saúde dos bairros a partir desta terça-feira (25).

    Neste momento, a campanha é destinada para crianças de 5 a 11 com comorbidades e aquelas de 10 a 11 anos sem comorbidades.

    Em ambos os casos, para receber o imunizante, é necessário que:

    – A criança esteja acompanhada pelos pais ou responsáveis;

    – Dirija-se à unidade de saúde mais próxima da sua residência, entre 9h e 14h, de segunda a quinta-feira;

    – Leve CPF da criança e comprovante de endereço;

    – Caso tenha comorbidade, apresente comprovante da condição de risco: exames, receitas, relatório ou prescrição médica.

    Se a criança não possui CPF, a SESAU orienta pais e responsáveis que solicitem a emissão do documento nos Correios, Cartórios de Registro Civil ou agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. É um procedimento simples e rápido, e na hora é emitido o Comprovante de Inscrição. Caso contrário, será imprescindível apresentar o Cartão SUS.

    Durante a vacinação, é obrigatório respeitar os protocolos sanitários como uso de máscara, álcool em gel 70% e distanciamento social.

    A Prefeitura de São Sebastião estima imunizar cerca de 9 mil crianças entre 5 e 11 anos no município.

    IMPORTANTE: Pré-cadastro no Vacina Já

    O pré-cadastro da criança no site “Vacina Já” facilita muito o processo de vacinação, agiliza o cadastro das doses no sistema e permite uma melhor estimativa do número de vacinas necessárias.

    Para isso, basta acessar o link https://www.vacinaja.sp.gov.br/, clicar no botão “Crianças até 11 anos” e preencher o formulário online. No momento da vacinação, os pais devem levar o mesmo documento utilizado para o pré-cadastro.

     

    Comorbidades

    As comorbidades consideradas pelo Ministério da Saúde nesta etapa da campanha de vacinação são: insuficiência cardíaca; cor-pulmonale e hipertensão pulmonar; cardiopatia hipertensiva; síndromes coronarianas; valvopatias; miocardiopatias e pericardiopatias; doença da aorta, dos grandes vasos e fistulas arteriovenosas; arritmias cardíacas; cardiopatias congênitas; próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; talassemia; Síndrome de Down; Diabetes Mellitus; pmeunopatias crônicas graves; hipertensão arterial resistente e de artéria estágio 3; hipertensão estágios 1 e 2 com lesão de órgão-alvo; doença cerebrovascular; doença renal crônica; imunossuprimidos (incluindo pacientes oncológicos); anemia falciforme; obesidade mórbida; cirrose hepática e HIV.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *