• O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, por meio de suas redes sociais, voltou a alertar a população sobre o aumento das testagens positivas de Covid-19, H1N1 e H3N2 (Influenza) e o aumento dos atendimentos nas unidades hospitalares nas últimas semanas.

    Segundo divulgado pelo prefeito, somente nesta quarta-feira (5), foram 22 profissionais de saúde afastados por testarem positivo para COVID-19, H1N1 ou H3N2.

    Boletins divulgados pela prefeitura mostram o crescimento do número de atendimentos realizados nas unidades hospitalares.

    Nas últimas 24 horas, a Prefeitura, por meio da (SESAU), registrou 628 atendimentos relacionados a sintomas respiratórios, sendo: 309 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Centro, e 319 no Hospital de Clínicas de São Sebastião – Costa Sul (HCSS-CS), em Boiçucanga.

    Há 3 pacientes internados com síndrome respiratória em unidades hospitalares de São Sebastião, sem internação na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Respiratória, com ocupação de 0% dos leitos de UTI e há 4 pacientes internados em unidades hospitalares de outros municípios (1 enfermaria e 3 UTI).

    Ainda de acordo com o último boletim da SESAU, atualizado no final do dia desta quarta-feira (5), foram 36 casos novos confirmados de Covid-19 e há 113 de Covid-19 em acompanhamento, com média de 95% de recuperados (10.446 pessoas). A cidade já atendeu 89.360 pessoas com síndrome gripal.

    Felipe Augusto compartilhou a preocupação: “Nossas unidades de saúde estão colapsando, os números de pessoas em busca de atendimentos com sintomas de síndrome gripal está alarmante. A projeção de nossa coordenação médica é de que ultrapassemos os 30 mil atendimentos neste mês – isso significa cerca de cinco vezes mais atendimentos do que o normal”.

    No dia 02, o município registrou mais dois óbitos por Covid-19, chegando ao total de 173 vítimas. Um funcionário da Saúde foi a primeira morte relacionada à H3N2 (Influenza).

    Novos critérios

    A Prefeitura de São Sebastião, por meio da SESAU, e da administração do Hospital de Clínicas (HCSS), informou hoje (5) que novos procedimentos serão adotados em relação a acompanhantes e visitas de pacientes internados. A decisão foi tomada pela equipe técnica da instituição com o intuito de reduzir a transmissão de Influenza e coronavírus, que aponta crescimento em todo o país.

    Na clínica médica, está permitido um acompanhante para pacientes acima de 60 anos, para os menores de 12 anos e para os deficientes. Não é permitido a troca constante de acompanhantes.

    Na pediatria, está autorizado somente um acompanhante por paciente. Na obstetrícia, está permitido um acompanhante por paciente no período do parto apenas – no pós-parto, acompanhantes estão suspensos, apenas mãe e bebê poderão ficar no quarto.

    Todas as visitas estão suspensas.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *